Jacovós e Adriano José promovem reunião no DEPEN para tratar problemas carcerários de Maringá e Sarandi.

Os deputados Delegado Jacovós e Soldado Adriano José, promoveram uma reunião no Departamento Penitenciário do Estado para tratar do gravíssimo problema carcerário envolvendo as duas cidades. Os deputados calculam que hoje faltam em torno de 1200 vagas, somando ambos municípios.

Soluções apresentadas:

O prefeito de Sarandi, Walter Volpato, ofereceu ao Estado um terreno de 13 mil metros² para construção de um presídio. A proposta é para que sejam retirados os presos que estão alojados na Delegacia de Polícia civil, do centro da cidade, e que este presídio abrigue somente presos do município Sarandi para garantir que não haja novamente superlotação.

Coronel Padilha e Vereador Flávio Mantovani, representando Maringá, ficaram de viabilizar um terreno através da Prefeitura para retirar os 136 presos que estão alojados na Delegacia da Avenida Mandacaru.

O pedido em relação ao terreno foi realizado por Francisco Caricatti, Diretor do DEPEN, onde se propôs a resolver as situações emergenciais de Maringá e Sarandi desde que haja contrapartida dos municípios com doações dos terrenos.

Os Deputados presentes se prontificaram a buscar junto ao Governo do Estado a viabilidade dos recursos necessários para execução das obras emergenciais de Maringá e Sarandi.

Nos próximos dias, o Deputado Delegado Jacovós, em conjunto com os demais deputados, convocará uma audiência pública para tratar do grave problema carcerário em todo o estado onde deverão apresentar propostas para solucionar os problemas.

Na reunião, também estiveram presentes, o Deputado Estadual Do Carmo, Brito (coordenador regional DEPEN Maringá), Francisco Caricatti (diretor do DEPEN), Adão Rodrigues (Delegado-chefe de Maringá), Capitão Radamés (representando 4o BPM da Polícia Militar de Maringá), Renan Ferreira (Delegado-corregedor do DEPEN), Walter Volpato (Prefeito de Sarandi), os secretários de segurança Joel Inglês (Sarandi) e Coronel Padilha (Maringá), os vereadores, Eunildo Zanchin (Sarandi) e Flávio Mantovani (Maringá), a promotora da Vara de Execuções Penais de Maringá, Doutora Valéria Seyr,, o promotor Alexei Choi Caruncho, representando a Promotoria de Execuções Penais do Estado, Donizete Silva, diretor da Penitenciária Estadual de Maringá e Henrique Machado, representante da Comissão de Direitos Humanos da OAB de Maringá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *